Informativo NovAAPC Julho/2016
Notícias

Informativo NovAAPC Outubro/2017

Prezados Associados da NOVAAPC

No último evento realizado no final do ano passado, a NovAAPC apresentou uma lista de fundos previdenciários que naquele momento
atravessavam por enormes dificuldades, carregando déficits em seus planos de benefícios, assuntos que foram amplamente divulgados
pela mídia especializada. Na época citamos a Previ, a Funcef, a Petros e a Postalis, como fundos que  estavam  tentando  equacionar problemas  de  déficits, sendo  que  a  Funcef  já  havia  implementado  medida  corretiva  que consistiu em repassar aos participantes,
assistidos  e  pensionistas  a  responsabilidade  para  reconstruir  o patrimônio previdenciário consumido por interferência política e má
gestão dos planos. Funcionários e aposentados da CEF foram obrigados a arcar com despesas adicionais que representavam cerca de
23% de  seus  salários  e  benefícios. Os  outros fundos também estão seguindo pelo mesmo caminho, principalmente pela inversão de
recursos financeiros em projetos de baixo rendimento, com rendimentos negativos ou  mesmo  com  a possibilidade de jamais se obter
retorno do capital aplicado.

Nesta semana foi a vez do Postalis, o fundo previdenciário dos Correios que pelas mesmas razões se encontra em situação preocupante.
A medida foi ainda mais dura, pois a  Previc – agência do governo  que  controla  os  fundos previdenciários – determinou a intervenção no
fundo de pensão por um prazo de 180 dias, com o afastamento da diretoria da instituição.  Eis  o reprint da notícia publicada pelo site G1
no dia 4 de outubro de 2017:

“O governo fez 10 intervenções em fundos de pensão brasileiros desde 2011, de acordo com informações da Previc. A última delas foi no Postalis, o fundo de pensão dos Correios, que teve sua diretoria afastada nesta quarta-feira (4) e sofrerá intervenção por 180 dias. Alguns fundos foram autuados mais de uma vez, como o Serpros, que representa os funcionários da Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O Postalis é o maior que já sofreu intervenção no período, tanto em patrimônio quanto em número de participantes ativos. Ele é o
4º maior fundo de pensão do país em número de participantes ativos e beneficiários, segundo a associação do setor. A  intervenção ocorre após  prejuízos  e  denúncias  de  fraudes  em  investimentos em desacordo com a política interna do Postalis. Já sofreram intervenção os
fundos Portus,  patrocinado  pela  antiga  Portobrás, Silus, da estatal gaúcha Cesa, em 2011. Neste ano, a Previc decretou intervenção da fundação CEEE, o maior fundo de pensão do Rio Grande do Sul, que reúne funcionários de empresas de energia elétrica. O quadro abaixo apresenta as 10 intervenções feitas pela Previc em fundos de pensão:

Data da Intervenção        Fundo                            Investimento em R$ mil           Ativos               Dependentes       Assistidos
ago/11              Portus                                         346.725                         8.368                              214           8.502
out/11              Silius                                             41.914                              25                              295             326
out/11              Capaf                                           597.594                         2.257                            3.517          2.047
nov/11              Uranus(Sem informações)                  –                                  –                                    –                 –
mar/13             Geap (atual Viva)                        2.607.995                       60.103                        145.553               –
ago/13             Geapprevidencia (atual Viva)        2.607.995                       60.103                        145.553               –
mai/15             Serpros                                     5.492.246                        10.914                          25.868           3.782
set/16              Serpros                                     5.492.246                        10.914                          25.868           3.782
ago/17             Eletroceee                                 5.867.693                          6.449                         13.486            9.094
out/17              Postalis                                   10.234.276                      106.518                        186.801          29.440
Estes fundos somam investimento de R$ 25 bilhões, 195 mil participantes ativos, 375 mil dependentes e 53 mil assistidos. É importante atentar para o tamanho do problema!

Por esta razão a NOVAAPC continua com sua missão de observação e vigilância de nossa Fundação. Conheça mais sobre a NOVAAPC acessando: www.novaapc.com.br.

Diretoria da NovAAPC